Notícias

Próximas audiências públicas relacionadas ao Plano Diretor irão contemplar a Coxilha Rica e o bairro Coral


A revisão é imprescindível devido à s transformações pelas quais o município passou nesta década, como crescimento populacional e econômico, e desenvolvimento social, industrial, comercial, ambiental, educacional e tecnológico, fatores que influenciam e geram impacto direto sobre a área territorial, tanto urbana quanto rural
Próximas audiências públicas relacionadas ao Plano Diretor irão contemplar a Coxilha Rica e o bairro Coral  Fotos: Ary Barbosa

A comunidade está convidada para audiência pública sobre a revisão do Plano Diretor de Desenvolvimento Territorial (PDDT), a ser realizada na segunda-feira (18), na Coxilha Rica (Área 9). O encontro será promovido na igreja de São Jorge, às 16h. Já na terça-feira (19), a audiência pública sobre o Plano Diretor será realizada no Coral (Área 4, à qual pertencem ainda, além do bairro Coral, Centro, Santa Rita, Sagrado Coração de Jesus, Frei Rogério, São Cristóvão e Brusque), às 19h no salão paroquial da igreja Nossa Senhora do Rosário, na avenida Luís de Camões. Em ambas as ocasiões, as explicações serão repassadas pela equipe técnica da Secretaria de Planejamento e Obras.

E para planejar o município, este foi dividido em seis áreas urbanas e distritos. Ao todo serão nove audiências nas áreas urbana e rural de Lages. As áreas de planejamento são estabelecidas por bacias hidrográficas.

As reuniões para apresentar a ideia e dirimir dúvidas dos moradores já aconteceram nos seguintes locais: Área 1, que compreende a região do Maria Luiza, Vila Maria, Jardim Celina, Passo Fundo, São Paulo, São Francisco, Vista Alegre, Morro do Posto, São Pedro, Jardim das Camélias, Restinga Seca, Nossa Senhora de Aparecida e CDL; área 2, compreendendo Guarujá, Pisani, Conta Dinheiro, São Sebastião, Vila Mariza, Jardim Panorâmico, Chapada, Bates e Gethal; área 3, consiste na região do Penha, São Miguel, Várzea, Caravágio, Universitário, Popular, Caça e Tiro, Habitação e Ferrovia; área 5, composta por Cidade Alta, Santa Cândida, Santa Mônica, Caroba, Petrópolis, Beatriz, Gralha Azul, Copacabana, Santa Helena, Bela Vista, Área Industrial, Boqueirão, Promorar, Ipiranga e Triângulo; área 6, formada Morro Grande, Bom Jesus, Centenário, Santa Catarina, Araucária, Santa Clara, Santo Antônio e Novo Milênio; área 7, formada por Santa Terezinha do Salto/Salto Caveiras, e área 8, compreendendo Índios. Importante salientar que a agenda e os locais das audiências foram, definidos, a pedido da Secretaria de Planejamento e Obras, pela União das Associações de Moradores. E, a partir desta agenda, foi editado e divulgado o edital referente à programação.

Entenda

O Plano Diretor é uma Lei municipal que estabelece diretrizes para a ocupação de todo área municipal. O PDDT foi elaborado pela prefeitura e aprovado pela Câmara Municipal de Vereadores em 2007 e, passados dez anos, conforme determina a Lei Federal número 2.257/2001, artigo 4º, parágrafo 3º (Estatuto das Cidades) e a Lei Complementar Municipal 306/2007, artigo 282, inciso VI, está sendo providenciada a revisão do Plano. Para o Plano Diretor, a partir de sua revisão e alterações de sua lei, irão ser propostas alterações de zoneamento de uso e ocupação do solo, definindo-se o plano para sistema viário e as diretrizes e ordenamentos, os índices e coeficientes próprios específicos dos zoneamentos dentro do perímetro do território de Lages.

A revisão é imprescindível devido às transformações pelas quais o município passou nesta década, como crescimento populacional e econômico, e desenvolvimento social, industrial, comercial, ambiental, educacional e tecnológico, fatores que influenciam e geram impacto direto sobre a área territorial, tanto urbana quanto rural. Após esta etapa de revisão o Município irá iniciar também o Plano de Mobilidade para o ano de 2018.

Galeria