Notícias

Secretaria do Meio Ambiente planta bracatingas na Avenida 31 de Março


Foram plantadas 50 mudas da árvore no bairro Guarujá, e outras 50 serão destinadas à  Avenida Brasil, no bairro São Cristóvão
Secretaria do Meio Ambiente planta bracatingas na Avenida 31 de Março Texto: Aline Tives / Fotos: Divulgação

Com o propósito de incentivar a arborização da cidade, com resultados que serão colhidos a médio e longo prazo, a Secretaria de Serviços Públicos e Meio Ambiente realizou o plantio de árvores nativas da espécie bracatinga na Avenida 31 de Março, no bairro Guarujá. O trabalho foi realizado na manhã desta quinta-feira (25 de abril), sob a supervisão do engenheiro agrônomo da Secretaria, Giovanni Tomazelli.

Foram adquiridas aproximadamente cem mudas de árvores, através de medida compensatória que a Defesa Civil de Lages recebeu por liberação de corte de árvores. Devido ao espaço limitado nas calçadas da Avenida 31 de Marco, foram plantados aproximadamente 50 exemplares no local.

O restante deverá ser destinado à Avenida Brasil, no bairro São Cristóvão. “Salientamos que tomamos todos os cuidados necessários. Não foi preciso quebrar calçadas, pois aproveitamos os espaços vazios do passeio, onde já havia buracos de árvores antigas. Esse tipo de árvore tem a característica de não ter as raízes muito alongadas, portanto não irão estourar as calçadas existentes na via e também não irá atrapalhar o trânsito nem as fachadas de lojas”, pondera Giovanni.

Segundo o engenheiro agrônomo, em muitos centros urbanos considerados metrópoles, como Curitiba, Porto Alegre, Blumenau entre outros, existem avenidas totalmente arborizadas com bracatingas, e inclusive levam o nome da árvore. A bracatinga é uma árvore nativa das regiões mais frias do Sul do Brasil, e pode chegar a dois metros de altura. “Vamos fazer algo parecido aqui em Lages, principalmente porque se trata de uma vegetação do nosso bioma, das florestas de altitude, e isso é muito bacana”, enfatiza.

O presidente da Associação de Moradores do bairro Guarujá, Luis Borges, acompanhou os trabalhos. “Este era um pedido antigo aqui da comunidade, pois as árvores irão beneficiar muito nossa região, principalmente nos dando sombra durante o verão intenso”, comenta.

Galeria