Notícias

Jogo Baleia Azul
Prefeitura emite alerta de saúde para proteger crianças e adolescentes


O documento orienta alerta máximo à  comunidade e aos serviços de assistência à  saúde, com relação ao aumento de casos com tentativa de suicídio
Prefeitura emite alerta de saúde para proteger crianças e adolescentes Fotos: Marcelo Pakinha

A prefeitura de Lages, através da Secretaria de Saúde, emitiu na tarde desta quinta-feira (20), uma nota de alerta aos serviços de saúde do município sobre os procedimentos que devem ser adotados nos casos relacionados ao chamado “jogo da Baleia Azul”.  A nota, assinada pelo vice-prefeito Juliano Polese, foi elaborada durante uma reunião nesta quinta, envolvendo diversos setores de saúde, educação, segurança e assistência social das esferas municipal e estadual. O documento orienta alerta máximo à comunidade e aos serviços de assistência à saúde, com relação ao aumento de casos de crianças e adolescentes com tentativa de suicídio. Para auxiliar na identificação de alguns sinais, a Secretaria de Saúde listou uma série de comportamentos:

  • Falas sobre morte e suicídio, mesmo que indiretamente como vontade de “sumir”, “desaparecer”, “ir embora”;
  • Isolamento (afasta-se da família, dos amigos);
  • Perda do interesse em atividades que costumava fazer;
  • Mudanças no hábito de sono (insônia ou aumento das horas dormindo);
  • Mudanças dos hábitos alimentares (perda ou aumento de apetite);
  • Irritabilidade, crises de raiva;
  • Piora no desempenho escolar;
  • Recusa a ir à escola;
  • Crianças e adolescentes com quadro depressivo que apresentem melhora repentina (podem simular melhora para conseguir executar o ato suicida);
  • História de suicídio ou tentativa de suicídio na família;
  • Diagnóstico prévio de doença mental;
  • Perda do interesse nas pessoas;
  • Exposição a violência;
  • Situações de bullying;
  • Abuso sexual prévio ou recente;
  • Postagens de baixa autoestima nas redes sociais;
  • Interesse anormal por filmes de terror, passando horas assistindo;
  • Preocupação repentina com morte, morrer e violência, e
  • Mudanças de comportamento em geral

 

Ao identificar as alterações acima, os pais e cuidadores devem encaminhar a criança ou adolescente ao Centro de Atenção Psicossocial Criança e Adolescente (CAPSi), localizado na Rua Aristiliano Ramos, n.º 542, Bairro Centro, telefone (49) 3251-7965, de segunda a sexta, das 8h às 17h.

 

Em casos de emergência devem entrar em contato com o SAMU pelo telefone 192, que funciona com atendimento 24 horas, se a criança ou adolescente apresentar os seguintes comportamentos:

- Comportamentos autodestrutivos (automutilação, abuso medicamentos e outras drogas, e exposição a situações de risco); e

- Tentativa de suicídio.

 

     Identificadas alterações acima, os pais e cuidadores devem encaminhar a criança ou adolescente ao Centro de Atenção Psicossocial Criança e Adolescente – CAPSi, localizado na Rua Aristiliano Ramos, n.º 542, Bairro Centro, telefone (49) 3251 7965, de segunda a sexta, das 8h as 17h.

 

Em casos de emergência, entrar em contato com o SAMU pelo telefone 192, que funciona com atendimento 24 horas, se a criança ou adolescente apresentar os seguintes comportamentos:

- Comportamentos autodestrutivos (automutilação, abuso medicamentos e outras drogas; exposição a situações de risco; etc); e

- Tentativa de suicídio.

 

Outras ações conjuntas estão sendo organizadas e serão oportunamente divulgadas com vistas ao manejo adequado de cada situação.

Galeria