ACESSE O MENU DO SITE
Logo PML
Ícone Facebook Ícone Linkedin Ícone Contato
Serviços Ícone
NOTÍCIAS
MUNICÍPIO DE LAGES


Pecuária lageana se desenvolve, na última década - 2021-10-08 17:18:37
Legenda: Ary Barbosa / Credito:
DOWNLOAD DA IMAGEM
Agricultura 08/10/2021 17:18:37

Pecuária lageana se desenvolve, na última década

Há uma década, na Coxilha Rica, a imensidão dos campos, com muito pouco rebanho de gado, lembrava, unicamente, o passado histórico de Lages. Passado esse tempo, a realidade é outra. O gado no pasto e as prósperas lavouras sinalizam uma nova era de desenvolvimento e evolução no campo


Na última década, Lages tem retomado com força o potencial de produção e produtividade do setor pecuário, com ênfase para a pecuária de corte, por conta, basicamente, do sistema rotativo das lavouras: plantio de cereais no verão e de pastagens no inverno. Lavouras de aveia e azevem que irão alimentar o gado no período frio do ano.

Ficou só na lembrança o “tempo das vacas magras”, quando a principal fonte de alimentação do rebanho, ao longo do ano, era, basicamente, o do pasto nativo. E quando se fala em rebanho, engloba-se a criação de cavalos, ovelhas, búfalos e o gado de leite.

Hoje, com a utilização e a evolução das lavouras de pastagens, a média de engorda de gado, especificamente, é de 1.2 cabeça para cada hectare de campo, contraste muito grande com a baixa produtividade da pecuária tradicional, na qual se podia comportar não mais do que 0.4 cabeça de gado por hectare. Ou seja, entre 30 a 40 animais (reses) por cerca de 100 hectares (1 milhão de campo). Agora o pecuarista consegue duplicar e até triplicar a produção, na mesma área de terras.

E mais do que isso, o aumento da produção, devido ao maior número de cabeças de gado por hectare, não é o único fator de mais ganho (lucro) no campo. Soma-se a isso a criação de animais de raça, do “gado precoce”, por exemplo, que pode ser abatido com menos tempo, 18/20 meses. Antes disso, esperava-se três anos, em média, para a engorda e o abate dos animais.

“Hoje, tudo isso faz da pecuária lageana, um setor em evolução, onde o ganho em produção e produtividade se deve à eficiência, obtida com mais investimentos e mais trabalho, com a utilização de tecnologia e assessoria técnica adequada. E isso, logicamente, compreende maquinário, adubação e manejos corretos, dentre uma série de fatores determinantes para o sucesso da lavoura de pastagem. Mas além da boa e farta alimentação, o manejo técnico-veterinário do rebanho também é essencial”, destaca o presidente do Sindicato Rural de Lages, Márcio Pamplona

Pamplona ressalta a atuação das cooperativas e de várias outras empresas privadas como essenciais para o desenvolvimento da agropecuária lageana, neste contexto da rotação de culturas agrícolas, favorecendo sobremaneira a melhoria da alimentação bovina e por consequência a produção e a produtividade pecuária. Além disso, a melhoria dos acessos rodoviários às propriedades rurais facilita as atividades agropecuárias.

O próprio Sindicato Rural de Lages tem sido protagonista nesta nova realidade produtiva, prestando assessoria e acompanhamento técnico e de gerenciamento para mais de 90 propriedades rurais, e qualificando a mão de obra, com cursos técnicos. “Antigamente era mais difícil uma análise técnica de solo, ou do rebanho”, compara o sindicalista.

Neste contexto, Pamplona refere-se, por exemplo, ao índice de natalidade bovina, que era de 60% e hoje alcança os 90%. Isto significa dizer que de um plantel de 100 vacas, 60 criavam e agora são 90 nascimentos por ano. O manejo técnico do gado influencia neste ganho de produção.

Prefeitura de Lages incentiva agropecuária

A melhoria dos acessos viários às propriedades rurais e a parceria com órgãos governamentais como a Epagri, na questão da distribuição de calcário, faz parte das ações desenvolvidas pela Prefeitura de Lages, por meio da secretaria municipal de Agricultura e Pesca, para incentivar a produção agropecuária.

O projeto Porteira  Adentro permite que a Prefeitura execute obras de patrolamento, cascalhamento e demais melhorias na infraestrutura viária diretamente nas propriedades rurais, facilitando o escoamento da safra agropecuária.

“Programas de incentivo tem possibilitado a entrega de maquinário (tratores e implementos) para as comunidades rurais organizadas, as quais integram produtores da agricultura familiar”, salienta o prefeito de Lages, Antonio Ceron.

Reformas e construções de novas pontes, melhoramento das estradas vicinais, de um modo geral, além da assessoria técnica em várias questões relacionadas ao dia a dia das atividades agropecuárias, faz parte do cronograma de trabalho da secretaria municipal de Agricultura e Pesca.

Sanidade Animal e Vegetal

Neste horizonte promissor, de evolução e desenvolvimento da pecuária e da agricultura lageana, a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) e a Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de SC (Cidasc) têm sido elementos essenciais. O trabalho desenvolvido pela equipe técnico-gerencial dessas organizações governamentais resultam, essencialmente, na qualidade da produção, seja ela animal ou vegetal.

Assessoria no acesso ao crédito, fiscalização e controle da utilização de sementes e da saúde animal, o assessoramento em relação à preservação do meio ambiente, das fontes e cursos de água, bem como das fontes de água para o consumo humano, faz parte da série de atividades, programas e projetos executados sob a tutela da Epagri e da Cidasc.

O gestor regional da Cidasc em Lages, Diego Gindri, destaca a importância dos cuidados com a sanidade dos rebanhos e também com a qualidade das sementes para a formação das pastagens. “A Cidasc é a empresa pública estadual responsável pela defesa agropecuária, dedicando-se na manutenção do nosso status sanitário e no controle da qualidade das sementes comercializadas em nosso estado”, enfatiza.

“A produção de carnes tem grande importância econômica para a região do planalto serrano. E o município Lageano também tem recebido investimentos em estruturas de abate e beneficiamento de carnes, destacando-se na produção de carnes especiais”, destaca o gestor.

Segundo dados da Cidasc, na região da Amures existe rebanho pecuário (bovinos, bubalinos, caprinos, equinos e ovinos) de quase 680 mil animais, representando 13,4% do rebanho catarinense. Destes animais, 105 mil estão no município de Lages.

Gindri observa que: “O Brasil, tem no agronegócio, um dos seus pilares econômicos. O setor foi responsável, em 2020, por 24,31% do Produto Interno Bruto – PIB brasileiro (CNA; CEPEA, 2021). Em Santa Catarina, no ano de 2020, o valor da produção agropecuária foi de R$40,9 bilhões, e a agropecuária respondeu por 70,2% do valor das exportações catarinenses (Epagri/Cepa, 2021)”.

 

Texto: Iran Rosa de Moraes

Fotos: Ary Barbosa

 

Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD
Galeria de Fotos
DOWNLOAD

DEIXE O SEU COMENTÁRIO







COMENTÁRIOS


Foto - 1633724773692.jpg
Quadras de basquete do complexo esportivo do Jones Minosso recebem novos aros
Foto - 1633724773692.jpg
Ponte que oferecia perigo à comunidade foi substituída por tubos no bairro Santa Helena
Foto - 1633724773692.jpg
Entroncamento das ruas Professor Simplício e Heitor Villa Lobos terá rótula
Foto - 1633724773692.jpg
Especialistas da Assistência Social são instruídos especificamente no acolhimento de pessoas fragilizadas em relação a própria vida
Foto - 1633724773692.jpg
Previsão de alto volume de chuva para a região coloca Defesa Civil Municipal em alerta
Foto - 1633724773692.jpg
Bairro Penha recebe a 38ª horta do Programa Colheita Feliz
Foto - 1633724773692.jpg
Limpeza no córrego no bairro Sagrado Coração de Jesus executada pela Defesa Civil previne eventuais alagamentos

 

AGORA FICOU MAIS FÁCIL E RÁPIDO ENCONTRAR O QUE VOCÊ PRECISA!

 
Destaque 1 Destaque 2 Destaque 3 Destaque 4


Logo PML
Prefeitura de Lages - (49) 3019-7400
Horário de atendimento: das 8h às 12h e das 14h às 18h

RAMAIS PREFEITURA +
Ícone Facebook Ícone Linkedin Ícone Contato
PREFEITURA MUNICIPAL DE LAGES 2021. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Logo Estúdio Sul